Core i7 e Core i9: veja o que mudou entre os dois processadores da Intel

Depois de uma onda intensa de rumores, a Intel finalmente confirmou a existência dos novos processadores Core i9, que estreiam na chamada Série X (também conhecida como Extreme) de CPUs da marca, voltada para consumidores domésticos e entusiastas.




Veja cinco processadores Intel e AMD com baixo custo e boa performance

Os novos i9 desembarcam em três versões diferentes, com destaque para o poderoso 7980XE: com 18 núcleos, esse processador é o primeiro produto da Intel para uso doméstico que rompe a casa do 1 teraflops de capacidade de processamento. Abaixo, você vai conhecer o i9 em mais detalhes e compará-lo com os i7.

    Core i9 passa a carregar o título de processador para desktops mais poderoso da Intel (Foto: Divulgação/Intel)

Core i9 passa a carregar o título de processador para desktops mais poderoso da Intel (Foto: Divulgação/Intel)

O Core i9

É importante lembrar que o Core i9 faz parte da linha Extreme de processadores da Intel (também chamada de Série X), que compreende apenas as CPUs mais poderosas da marca voltada para o consumidor doméstico. São processadores poderosos e caros, desenvolvidos para rodar em PCs de alto desempenho e sujeitos a overclock.

Esse fator é importante para você ter em mente: o Core i9 é um processador exclusivo, de alta capacidade e preço, e que não deverá, ao menos no futuro próximo, contar com versões mais simples e baratas, como os Core i7. Em resumo, você não vai encontrar um laptop com um Core i9 tão cedo.

Core i7 vs Core i9

Série X não se restringe ao i9: há versões do Core i7 e até um Core i5 (Foto: Divulgação/Intel)

Série X não se restringe ao i9: há versões do Core i7 e até um Core i5




As novidades da Intel na Computex 2017 não ficaram restritas ao lançamento dos três Core i9. Além desses processadores, a marca também trouxe novos i7 da série Extreme. Entre os três i7 anunciados, o 7820X é o mais poderoso deles: essa CPU conta com oito núcleos, 16 threads (núcleos simulados logicamente via Hyper Threading) e velocidade de 3.6 GHz, mas que pode chegar a 4.5 GHz, sob ação do turbo.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

O novo i9 7980XE, que é o top de linha da nova série Extreme, não teve números de velocidade confirmados, mas as especificações divulgadas pela Intel impressionam: 18 núcleos e 36 threads o fazem largamente superior ao i7 7820X, tornando esse i9 o primeiro processador doméstico capaz de superar a casa do 1 teraflop (flop é uma medida de operações por segundo realizadas por uma unidade de processamento. 1 teraflop equivale a capacidade do processador realizar um trilhão de operações matemáticas com números com vírgula por segundo).

Core i7 e i9: as semelhanças

Não espere ver o Core i9 em um notebook tão cedo (Foto: Divulgação/Intel)

Apesar das grandes distinções em termos de desempenho bruto e preço, o i9 não apresenta grandes diferenças se comparado com os i7 da linha Extreme, que agora deixam de ocupar o posto de top de linha da Intel.

Para começar, os novos i9 compartilham a mesma arquitetura com os i7 Extreme: a Skylake-X. Isso significa que esses processadores dependem do mesmo soquete LGA2066 para instalação na placa-mãe e precisam do mesmo chipset X299. Além disso, os novos i9 e i7 compartilham o mesmo suporte para tecnologias mais recentes, como DDR4 e as unidades Optane da Intel.

Em geral, a grande diferença que existirá entre um Core i9 e um i7 comum, como o 7700, por exemplo, estará no preço, na velocidade, no fato de que o i9 não cabe na placa-mãe para o 7700, e vice-versa, e na capacidade do i9 tolerar overclock. Se você comparar o i9 com um i7 da linha Extreme, as diferenças ficam até menores, já que nesse caso, os dois processadores compartilham a mesma placa-mãe.

Core i9 é mais próximo dos Intel Xeon

Os processadores mais poderosos da Intel há alguns anos sequer são os i7, mas os Xeon. Entretanto, essa linha de CPUs é destinada ao consumo em servidores e costuma custar muito mais caro do que um i7 top de linha (fora o custo, nada impede um consumidor comum adquirir um Xeon de 24 núcleos para seu PC).

Como o uso em servidores exige alto poder de processamento, os Xeon costumam dispor de uma quantidade grande de núcleos (alguns dos mais baratos oferecem 10 ou 12), além de frequências de operações bem altas. Esse perfil, que alia uma multidão de núcleos físicos, o dobro de núcleos lógicos e alta velocidade faz do i9 um processador mais comparável aos Xeon do que aos i7.




2 thoughts on “Core i7 e Core i9: veja o que mudou entre os dois processadores da Intel”

  1. Bom dia to montando pc que pegue jogo
    processador Intel core i3 7100 3.90
    placa mãe pl gigabyte ga-b150m ddr4 1151
    memoria hyperx fury 8 gb 2133 ddr4
    ja tenho a fonte e gabinete so falta placa de video.
    qual sua opinião dessa montagem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *